Notícias

"A cobertura universal e combate às desigualdades é um fator crucial para a melhoria do estado de saúde global de uma população"

O enfermeiro e investigador, Alfredo Miguel Fernandes, quer levar "desenvolver uma reforma de saúde que leve a intervenção das autoridades do sector para além do próprio, se espelhe numa lógica de "Saúde em todas as Políticas", o hpp foi a forma que arranjou de "participar de forma ativa na discussão dos temas mais relevantes no presente e futuro da Saúde em Portugal"

O que o fez querer participar neste projeto?

A motivação para participar neste projecto prende-se com duas razões: Ter a oportunidade de participar de forma ativa na discussão dos temas mais relevantes no presente e futuro da Saúde em Portugal, e conhecer e partilhar perspetivas com os outros deputados, curadores e consultores do projecto

Em que medida a sua experiência pessoal é uma mais-valia para o Health Parliament?

A minha experiência profissional reparte-se entre a vertente clínica, sobretudo hospitalar, e a vertente académica e de investigação, o que permite compreender melhor as diferentes dimensões de um mesmo problema, concretamente a sua aplicabilidade no terreno.

Qual é a melhor característica da Saúde em Portugal? E a pior?

A universalidade do acesso à saúde. A cobertura universal e combate às desigualdades é um fator crucial para a melhoria do estado de saúde global de uma população. O Serviço Nacional de Saúde, grande responsável por este desiderato, é muito provavelmente o maior marco da história do setor.

A pior característica: A sub-orçamentação do SNS e a pouca aposta nos determinantes sociais da saúde, principal via de combater a escala das despesas em saúde que se observa um pouco por toda a Europa

Dê uma ideia concreta para aplicar na Saúde

Desenvolver uma reforma de saúde que leve a intervenção das autoridades do sector para além do próprio, se espelhe numa lógica de "Saúde em todas as Políticas". Agir sobre os determinantes sociais da saúde requer uma abordagem transversal, que vai desde ao planeamento urbanístico até às leis laborais. É uma reforma complexa e que necessita de planeamento e metas a longo prazo, mas necessária.

A universalidade do acesso à saúde. A cobertura universal e combate às desigualdades é um fator crucial para a melhoria do estado de saúde global de uma população. O Serviço Nacional de Saúde, grande responsável por este desiderato, é muito provavelmente o maior marco da história do sector.

A pior característica será a suborçamentação do SNS e a pouca aposta nos determinantes sociais da saúde, principal via de combater a escala das despesas em saúde que se observa um pouco por toda a Europa.

Dê uma ideia concreta para aplicar na saúde.

Desenvolver uma reforma da saúde que leve à intervenção das autoridades do sector e se espelhe numa lógica de "saúde em todas as políticas". Agir sobre os determinantes sociais da saúde requer uma abordagem transversal, que vai desde o planeamento urbanístico até às leis laborais. É uma reforma complexa, que necessita de planeamento e metas a longo prazo, mas necessária.