Notícias

"Nenhum português ficará sem assistência"

A garantia de António Lacerda Sales, secretário de Estado Adjunto e da Saúde, no quarto e último plenário do Health Parliament Portugal, em que os 60 deputados da segunda edição do projeto que junta Expresso, Janssen, Microsoft e Universidade Nova apresentaram uma série de propostas para lidar com os principais desafios do sector da saúde

Tiago Oliveira

Jornalista

No dia em que Portugal voltou a confinar, as seis comissões da segunda edição do Health Parliament Portugal - parlamento inteiramente dedicado à saúde composto por 60 deputados de todos os quadrantes da sociedade - deram a conhecer as propostas do trabalho que desenvolveram ao longo de oito meses de trabalho em que se sucederam as reuniões (à distância) e a investigação para obter uma imagem o mais fiável possível do sector da saúde.

Num encontro que decorreu de forma remota, o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, marcou presença para reconhecer o trabalho dos parlamentares (distribuídos pelas comissões de Tecnologia e Integração de Cuidados, Sustentabilidade e Equidade no Sistema de Saúde, Saúde Mental, Recursos Humanos, Oncologia, e Inovação e Valor em Saúde) e deixar bem vincado que o governo está atento às preocupações levantadas pelos participantes.

Perante um "momento difícil não só no nosso país mas em toda a Europa", o governante considera que a "reflexão sobre políticas da saúde só pode merecer apoio", porque se é verdade que nos debates públicos sobre o tema saúde "muita gente participa", por vezes não se verifica "a reflexão necessária" que pode efetivamente influenciar a atuação das autoridades.

O trabalho dos deputados do Health Parliament Portugal foi destacado por António Lacerda Sales, que foi entrevistado à distância por Rita Neves

António Lacerda Sales acredita que o "compromisso de participação dos cidadãos na inovação é extremamente importante" e destacou as "28 convenções entre ARS [Administrações Regionais de Saúde] e entidades privadas e do sector social para actividade covid e não-covid" como exemplo de uma "articulação entre sectores" que "tem sido excelente, extraordinária".

Se as propostas dos deputados do Health Parliament Portugal abrem uma nova perspetiva sobre o panorama geral do sector, é certo que enfrentamos, provavelmente, o momento mais crítico do combate à pandemia e, por isso, o secretário de Estado faz questão de deixar uma mensagem forte: "Nenhum português ficará sem assistência".

Saiba mais sobre as propostas na próxima edição do Expresso e acompanhe o nosso Facebook ao longo da próxima semana para ter acesso a um vídeo diário com as propostas de cada comissão