Notícias

"Passaram-se oito meses em que não estivemos juntos. Mas levamos o barco a bom porto"

O presidente do Health Parliament Portugal, Francisco Goiana da Silva, foi um dos intervenientes na abertura do último plenário do Health Parliament Portugal, que se encontra agora a decorrer em formato digital, e em que vão ser conhecidas as propostas feitas pelas seis comissões do projeto

Tiago Oliveira

Jornalista

O caminho foi longo, desafiante e muito diferente do que se pensava à partida quando os 60 deputados do Health Parliament Portugal se reuniram para o primeiro plenário da segunda edição do projeto que junta Expresso, Janssen, Microsoft e Universidade Nova. O dia era 31 de janeiro de 2020 e o evento já se fez com o avento da covid-19 mas ainda sem as medidas de contenção da pandemia que marcam a nossa rotina diária. O objetivo, assumido por todos os intervenientes, entre parceiros e parlamentares, era trabalhar juntos ao longo dos próximos meses para apresentar um guião de mudança do sector da saúde em Portugal. Mesmo sem estarem de novo todos juntos fisicamente, o objetivo foi cumprido.

"Passaram-se oito meses em que não estivemos juntos. Mas levamos o barco a bom porto", garante o presidente do Health Parliament Portugal, Francisco Goiana da Silva, que, em jeito de resumo deste período, revela que os deputados fizeram questão de "não se deixarem iludir pela espuma dos dias" e manter sempresa uma dualidade entre "urgência e longo prazo" que resultou da pressão incontornável que a pandemia colocou sobre o sistema.

As declarações foram feitas no início do último plenário do HPP, que se encontra a decorrer em formato digital, e em que as seis comissões do projeto se encontram a apresentar as propostas concretas resultantes do trabalho que desenvolveram, perante o olhar atento (e expectativa) dos parceiros. José Fragata, vice-reitor para a Saúde da Universidade Nova de Lisboa, não tem dúvidas que o sector "atravessa uma crise sem precedentes" ao mesmo tempo que aproveita para acrescentar que a covid-19 deixou à vista de todos um "mal endémico". Parece claro que "a pandemia trouxe um novo olhar sobre a saúde", afirmou o CEO da Impresa, Francisco Pedro Balsemão, com a certeza que "desta vontade colectiva de fazer diferente e melhor nascerá um novo rumo para a saúde".

No dia em que "voltamos ao confinamento", lembra a diretora-geral da Janssen Portugal, Filipa Mota e Costa, nunca é demais lembrar que se o "HPP já é normalmente desafiante, com o quadro pandémico ainda foi mais", ao passo que Paula Panarra, diretora-geral da Microsoft Portugal, falou de uma edição com "desafios muito próprios mas que demonstram grande resiliência de todos os deputados". Até porque, reforça o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro, "o combate faz-se com todos".

Fique atento ao site do HPP para, mais tarde, conhecer o trabalho desenvolvido e apresentado esta tarde pelos deputados.